8.3.10

/a (outra) canção de amor e morte/

sei sentir,
o que não é de ti:
meu amor;
abra-se e incendeie estranho
que te trás e sangra em dor,
por mais vezes que voltar ao
tempo
imperfeito ou um futuro
do pretérito, não vá
consolo de minha constante,
roubo distante
olhos que virão: castanhos

guarda por ti,
o que levou de um outro mais presente:
seu
perfume de agonia provável
volátil ao banho de flores e
querosenes
sou seu: amor e só dele pertenço
ou...

paulohenriquecyka
mar1995

Um comentário:

Reinaldo C. Zanardi disse...

"perfume de agonia provável
volátil ao banho de flores"

O olfato é o sentido mais ligado à memória.
Por isso, o cheiro marca e não pede permissão para trazer lembranças à tona.